Comparando tempos de volta do Circuit of The Americas



Com o Grande Prêmio dos Estados Unidos de 2013 há menos de um mês para sua realização, em 17 de novembro, no moderníssimo Circuit of The Americas em Austin, Texas, resolvi levantar uns dados sobre a pista, já que ela foi uma das mais movimentadas em termos de grandes categorias em todo o mundo.

Lá correram esse ano as principais categorias do mundo, como a V8 Supercars (mas usou um traçado menor), o FIA WEC (Mundial de Endurance), a ALMS (no mesmo fim de semana do FIA WEC), a Grand-AM Rolex Sporstcar Series e a MotoGP. Por tantas estrelas que circularam por essas curvas até esse momento, creio que nem na Europa houve autódromo com tantos eventos importantes.

Então que tal um comparativo das melhores voltas em corrida desses grandes eventos, comparando-as com a Fórmula 1? Nesse comparativo estão as principais categorias dessas competições.

Formula 1 – 1:39.347 – Red Bull Racing S Vettel (2012)
FIAWEC – P1 – 1:47.375 – Audi R18 e-tron quattro
ALMS – P1 – 1:53.721 – Muscle Milk Racing HPD ARX-03a
FIAWEC – P2 – 1:54.559 – G-Drive Racing Oreca 03 – Nissan
ALMS – P2 – 1:57.432 – Level 5 Motorsports HPD ARX-03b
ALMS – PC – 1:59.735 – PR1 Mathiasen Motorsports Oreca FLM09
Grand-AM – DP – 2:00.026 – Action Express Racing Corvette DP
FIAWEC – GTE PRO – 2:03.520 – AF Corse Ferrari 458 Italia
MotoGP – MotoGP – 2:04.242 – Repsol Honda Team
FIAWEC – GTE AM – 2:04.830 – Aston Marting Racing Vantage V8
ALMS – GT – 2:05.053 – SRT Motorsports Viper GTS-R
Grand-AM – GT – 2:09.009 – March Racing Corvette
ALMS – GTC – 2:13.499 – Flying Lizard Motorsports Porsche 911 GT3 Cup

Alguns dados interessantes desse comparativo:

  • A Audi R18 está menos de 8s mais lento que um Formula 1;
  • Os P1 da ALMS estão quase no patamar dos P2 do FIA WEC;
  • Com a unificação da ALMS e da Grand-AM em 2014 eles terão bastantes dificuldades para equiparar o desempenho dos DP com os P2, pois precisam tirar quase 3s, mas os testes com os DP já estão ocorrendo, mas há o lado dos custos que já está preocupando os times que utilizam Daytona Prototypes para o próximo ano, pois os custos de upgrade podem girar em torno de 500 mil dólares, enquanto que um protótipo P2 custa em torno disso;
  • Os GT do FIA WEC estão num patamar diferente (também por diferença de regulamento) dos GT da ALMS, e a apenas 3s dos Daytona Prototypes da Grand-AM;

Vale lembrar que esse comparativo é meramente ilustrativo, serve apenas para termos um referencial de como se comporta cada uma das categorias numa mesma pista, e são poucas as pistas no mundo que nos permitem fazê-lo.

 

Leave a comment

All fields marked (*) are required

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.